Dias de encanto e aprendizado na Mata do Godoy

Compartilhar:

Projeto Maxi Itinerante leva alunos do Colégio Maxi a um dos locais mais significativos de Londrina, repleto de riquezas culturais.

Os alunos do 9º ano do Ensino Fundamental estiveram no Parque Estadual Mata do Godoy, no mês de setembro, com o objetivo de diversificar o conhecimento dos conteúdos da disciplina de Filosofia. A iniciativa faz parte do projeto Maxi Itinerante, que proporciona aos alunos a vivência in loco dos temas estudados em sala de aula.

Ricardo Prado, professor de Filosofia do Colégio Maxi, destaca a importância da atividade extrassala: “O Maxi Itinerante abre as portas para que a teoria, encarcerada nos livros, possa ser vivenciada pelos alunos. Essa experiência proporciona momentos agradáveis e torna o processo de ensino e aprendizagem mais atrativo, sem comprometer o objetivo pedagógico da disciplina”.

Prado lembra ainda que o projeto favorece as relações sociais, especialmente num tempo de “sociedade líquida”, como afirmava o sociólogo Zygmunt Bauman: “Num tempo em que os contatos pessoais estão perdendo lugar para a relações virtuais, o Maxi Itinerante também preenche, de certa forma, essa lacuna criada pelo mundo regido pelos smartphones”.

DISCIPLINA ESTUDADA

A visita dos alunos do 9º ano à Mata do Godoy se deu para aprofundar os estudos de Filosofia e Sociologia, analisando o impacto dos colonizadores na história de Londrina: “Toda cultura é um mosaico de outras vertentes. Historicamente, não existe uma cultura que seja livre de influências obtidas em sua formação inicial. Toda região assimila uma gama de elementos dos colonizadores, pois quem chega traz costumes, crenças, língua, culinária, arte, filosofia e muito mais. Gradativamente, esses novos elementos vão se fundindo com a cultura local.”

Londrina foi fundada pelos ingleses que vieram para o norte do Paraná em 1924 e, um ano depois, criaram a Companhia de Terras do Norte do Paraná, que loteou toda a região. Uma dessas áreas loteadas é a Mata do Godoy, hoje Parque Estadual, pertencente à família Godoy até 1989: “O Parque revela, nos dias atuais, como Londrina era na época da chegada dos ingleses. Visitar a Mata do Godoy é uma espécie de viagem no tempo. Uma volta às origens de uma Londrina nascente”.

Resgatando conceitos presentes na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), a coordenadora do Ensino Fundamental 2 do Colégio Maxi, Débora Durães, reforça que a atividade contribui para a formação do conceitos de identidade, pois auxilia:

—na compreensão perceptiva de paisagem, que ganha significado à medida que, ao observá-la nota-se a vivência dos indivíduos e da coletividade;
—nas relações com os lugares vividos;
—nos costumes que resgatam a nossa memória social;
—na identidade cultural e
—na consciência de que todo ser humano é sujeito da história, distinto um do outro e, por isso, gerador das diferenças.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *